Editora Publicações Maitreya   Início    Sobre Nós    Mapa do Site    Contactos    Ajuda
O Saber na Harmonia do Ser
  Sobre os Autores        Eventos        Entrevistas        Espaço de Imprensa        Clipping  
  Newsletter        Área de Clientes        Iniciar Sessão / Registo        Carrinho    0 artigos  
 
 
início > alfarrábia > astronomia do macunaíma
Catálogo  Alfarrábia 
Sugerir a um amigo Sugerir a um amigo       Sugerir a um amigo Imprimir

Ampliar imagem


ASTRONOMIA DO MACUNAÍMA
de Mourão, Ronaldo Rogério de Freitas
Idioma: Brasileiro
1ª edição (1984)
Formato: 14x21
N. Pág.: 87
Encadernação: Cartonada
Disponibilidade: em stock     Preço: 10,00 €   Adicionar ao carrinho Comprar
Por mais que se tenha escrito sobre o astrônomo e humanista Ronaldo Rogério de Freitas Mourão, sempre há alguma coisa a acrescentar, porque, se ele lida com dados e corpos que se relacionam com o infinito, essa relação se estende também às observações que os leitores — leigos ou não — possam fazer sobre a obra dele.
Baudelaire, em “Paysage”, já tinha dito em alexandrinos perfeitos: “Je veux, pour composer chastement mes églogues/ Coucher auprês du ciel, comme les astrologues”... O nosso cientista não é astrólogo e sim astrônomo, mas está feita a adequação entre poetas, astrônomos e astrólogos que têm o mesmo céu para ler, e dele extrair uma fascinante escrita, impossível de ser/ou estar confinada a gêneros estanques da criação.
Este Astronomia do Macunaíma é um excepcional exemplo de sensibilidade do cientista, cuja divulgação da astronomia entre leigos adquire, a cada dia que passa, uma importância maior. Macunaíma é o romance de Mário de Andrade, que todos conhecem. E Macunaíma, sem grifo, é uma metáfora da poesia e da ciência dos nossos índios, enquanto leitores do céu, e nossos primeiros astrônomos, que enriqueceram o nosso folclore a ponto de hoje ser impossível dispensar-lhes a contribuição em escritos eruditos. Mas Ronaldo Rogério de Freitas Mourão tem a devida sensibilidade para escrever visando ao entendimento das crianças e Astronomia do Macunaíma, analisando os astros, os princípios da astrologia indígena brasileira pré-cabralina, desempenha uma importância maior: convida-nGs à releitura imediata da obra-prima do Modernismo, e a compréender melhor a nostalgia de silvícolas, suas lendas, que medram em cada um de nós, daqui deste estéril asfalto terráqueo. Uma das soluções complementares será conseguir o telescópio de Joaquim Cardozo, que amanhecia cheio de estrelas...
Gastão de Holanda

Este livro é ilustrtado por Bruno Liberati.




Não encontrou o que procura ? Contacte-nos !

As fotos podem não corresponder às publicações descritas.


Preços válidos para stock existente e salvo erro tipográfico.
Todos os preços indicados no site incluem IVA à taxa legal em vigor.


Consulte a Política de privacidade e os Termos de utilização.

© Copyright 2006-2017, Publicações Maitreya. Todos os direitos reservados.
Powered by e-volução.