Editora Publicações Maitreya   Início    Sobre Nós    Mapa do Site    Contactos    Ajuda
O Saber na Harmonia do Ser
  Sobre os Autores        Eventos        Entrevistas        Espaço de Imprensa        Clipping  
  Newsletter        Área de Clientes        Iniciar Sessão / Registo        Carrinho    0 artigos  
 
 
início > luz do ocidente > livro de orações
Catálogo  Luz do Ocidente 
Sugerir a um amigo Sugerir a um amigo       Sugerir a um amigo Imprimir

Ampliar imagem


LIVRO DE ORAÇÕES
de Sona, Fátima
ISBN: 978-989-8147-53-0
Idioma: Português
1ª edição (2011)
Formato: 112X170
N. Pág.: 71
Encadernação: Cartonada
Disponibilidade: em stock     Preço: 7,00 €   Adicionar ao carrinho Comprar
PRELÚDIO

Entendo e sinto a Oração como um poema criador de ordem e de harmonia que permite esvanecer sombras e amainar turbulências, uma forma de enriquecimento espiritual, um meio de estimular atitudes éticas, independentemente de confissões professadas ou de crenças particulares. Oriunda da alma e do coração, atenua teimosias, vence intolerâncias, desfaz rivalidades e incompreensões, proporciona e incentiva procedimentos mais humanos.
Composta e desabrochada no laboratório alquímico da alma, a Oração proporciona atitudes de ligação entre o espírito e a matéria. Numa sociedade marcada por tendências excessivamente manipuladoras e materialistas pode ser assumida como um acto indispensável no caminho de harmonização integral do ser humano ou mesmo vivida como um rito diário.
De facto, enquanto instrumento de purificação e de transmutação da matéria adversa do quotidiano desempenha um papel importante no controlo de estados e emoções perturbantes, interiores e exteriores, oriundos da nossa personalidade em conflito consigo própria ou com o Mundo. Através dela, aquilo que está danificado pode ficar progressivamente depurado, reorientado e inclusive sanado através de uma repetição persistente.
Erasmo de Roterdão define-a como um «perpétuo colóquio com Deus» , apontando «três fórmulas (formulas) de orar, apesar de que nada proíbe a uma pessoa abrir (aperire) com quaisquer palavras, os seus afectos a Deus, sobretudo quando ora sozinho, desde que peça em nome de Jesus e queira (postulet) o que não colide com o objectivo da salvação eterna, e não se afaste daquilo que o Senhor nos ensinou no seu paradigma de oração (formula)» . A sensibilização e o contributo erasmianos para a prática da Oração, e respectivo apelo à componente espiritual, realçam a espontaneidade natural dos actos de louvar e de agradecer tantas vezes esquecida e que constituem a essência da Oração.
As Orações que partilho intentam reavivar a centelha espiritual e relembrar os seus benefícios para que o Ser não se perca nos labirintos das tendências e das pressões internas e ambientais e esqueça a dignidade intrínseca à sua natureza humana. Se algumas nasceram espontaneamente como um hino de louvor e de agradecimento, outras foram criadas de acordo com algumas necessidades prementes, emocionais e espirituais, resultantes de vivências e de provações por mim experimentadas.
Dirigem-se, pois, àqueles que anseiam harmonizar a sua Vida e foram criadas de acordo com algumas premências espirituais sentidas em diversas situações para purificar pensamentos e emoções através de princípios e de valores que reflectem e inspiram a nossa origem divina. Os Leitores podem também criar as suas próprias Orações ou adaptar as que aqui deixo às situações vividas particularmente.
Cite-se, por exemplo, o perdão, tão difícil de experienciar porque espiritualmente exigente, mas indispensável porque perdoar e perdoar-se equilibra-nos e torna o mundo mais harmonioso. O Ego purifica-se ao abdicar da posse ilusória da ofensa ou do engano, aumenta-se o Amor e a alma desperta para o seu centro mais verdadeiro e luminoso.
As Orações distribuem-se por dois capítulos: «Orações Gerais» e «Orações do Casal». As primeiras têm um cariz individual e as segundas destinam-se aos casais que pretendem aceder a planos mais altos do seu Amor. No entanto, o primeiro grupo encerra também uma possibilidade colectiva bastando para isso substituir o pronome «Eu» pelo pronome «Nós». Desse modo, alarga-se a Oração à Família, ao Grupo ou ao Mundo, uma vez que a corrente emanada colectivamente potencializa quer o poder do Verbo, quer os efeitos benéficos dele emanentes e decorrentes.
Orar é um acto de Amor e, na realidade, o Amor não aceita fórmulas fáceis nem convicções supersticiosas assim como também rejeita falsidades, tropeções, oportunismos, imposições obstinadas e outros trunfos devaneantes da mente. Acto de captação e emanação de forças divinas em nós, e exteriores a nós, consegue atear e desenvolver a chama vigilante da Consciência. Neste sentido, é como se existisse uma Oração implícita, sentida e verdadeira por detrás de cada tentativa minha e dos Leitores de religarmos os nossos laços entre o Céu e a Terra:

ORAÇÃO DA ORAÇÃO
Divina Luz, desce até nós
e atravessa a alma desejosa de perfeição
no tempo sem limite da consciência.
Envia Teus feixes luminosos e incandescentes
e anima-nos a praticar incansáveis vezes
o Teu lema maior, irradiante de Amor e Gratidão:
«Dar e receber, partilhar e agradecer».
ASSIM SEJA!





Não encontrou o que procura ? Contacte-nos !

As fotos podem não corresponder às publicações descritas.


Preços válidos para stock existente e salvo erro tipográfico.
Todos os preços indicados no site incluem IVA à taxa legal em vigor.


Consulte a Política de privacidade e os Termos de utilização.

© Copyright 2006-2017, Publicações Maitreya. Todos os direitos reservados.
Powered by e-volução.