Ir para o conteúdo Ir para rodapé

O MUNDO É UMA COMÉDIA e eu sou a louca (CIDÁLIA CORREIA)

Autor:Correia, Cidália M.

10.00

Informação adicional

Peso 150 g
ISBN

978-989-20-1777-8

Ano

2009

Edição

1

Idioma

Formato

13, 5×21

Encadernação

Cartonada

N. Pág.

87

Colecção

REF: 527 Categoria: ID do produto: 23406
Partilhe:

Os dedos tocam nas teclas do computador e começam a dar forma aos pensamentos. Assim começa este poema incompleto, tão incompleto como o tempo.
Frente ao ecrã começo o monólogo entre mim e o computador, o actor e eu!
Numa aventura de palavras ditas ao sabor da vontade, das emoções na descoberta de um mundo que se esconde nos bastidores da vida.
Estamos no teatro, à medida que as palavras avançam aparece a louca, a mulher da limpeza que de espanador em punho, conversa com uma personagem que vive se cruzando nos corredores deste teatro. Sem máscara e ao sabor da simplicidade, vai sozinha, descrevendo, os ensaios os
espectáculos comentando com o actor toda a magia da encenação em que o mundo vive.
Porque o mundo é uma comédia e eu sou a louca!

Cidália Correia

………Tento acalmar um coração
que deseja chegar ao destino
invadindo o outro lado do amor, como tu!
Agarro-me à coragem de enfrentar
as dores das desilusões,
das contradições, como tu!
Fico em silêncio pedindo um abraço,
um ombro para descansar, como tu!
Desejo voltar a acreditar nas mudanças,
como tu!
Procuro encontrar o rumo certo, como tu!
Mas tu escondes as tuas emoções
por detrás da máscara e eu não!
Olho no silêncio este mundo
que me rodeia e sinto-me
tantas vezes, de novo uma criança
desprotegida de tanta frieza e solidão.
Busco a protecção que não há.
Não se encontra.
Apenas encontramos
as ratoeiras e os abutres
que nos tentam aniquilar,
que se sentam numa esplanada
bebendo os seus cafés
e inventando histórias de mentira
para denegrirem a imagem daqueles
que ignoram as suas vidas vazias
de respeito por si e pelos outros,
porque as suas vidas são
ocas de sentimentos
criam histórias para esconderem
as suas frustrações, os medos e mais que tudo, a inveja.
Esse é o maior mal da humanidade
desde todos os tempos!
A sociedade foi alimentada pela propaganda
de grandes senhores da história mundial
como um incentivo ao poder.
Aceitando e destruindo regras de vida
incutindo a vjolncia,
o ódio desprendido de amor.
Violando a vida humana,
subindo a escadaria
para o topo do mundo,
pisando o sangue inocente
de tantas vidas desamparadas
e desprotegidas das garras da inveja,
essa que cria insegurança,
medo e ódio que alimentam
a ilusão de herói!
Neste mundo de um grande palco
de grandes actores, que vivem
grandes personagens
que marcam o sucesso
que alimenta o ego
dos que precisam de viver
a vida que não é deles.
Um mundo louco,
frio e sem protecção
onde nascem crianças sem lar!
Mas sem colo,
sem amor e sem voz,
sem regras,
sem limites e sem rumo
onde são muitas vezes usadas
por vidas cobardes que usam
inocentes sem força e sem defesa
para saciar a sua mesquinhez,
a sua maldade e a sua cobardia!
Não se esqueçam que a criança
é a maior dádiva
que traz o renascer da vida!
Tudo neste mundo se paga!
É aqui, neste mundo,
que tudo tem retorno!
A factura dos actos é muito aklta
e o prazo de pagamento já acabou!
Chegou o tempo das cobranças!
Tempo que avança…
e a humanidade perdeu o controlo de tudo!
………