Ir para o conteúdo Ir para rodapé

A AURORA DA NOVA ERA – Fazer Descer o Céu à Terra –

Autor:Andrade, Maria Santos

16.00

Informação adicional

Peso 325 g
ISBN

978-989-8994-17-2

Ano

2020

Edição

1

Idioma

Formato

145 x 210

Encadernação

Cartonada

N. Pág.

214

Colecção

REF: 807 Categorias: , , ID do produto: 23560
Partilhe:

Este livro está direccionado para leitores interessados em temas da Espiritualidade.
A primeira parte do livro é dedicada à Missão do Arcanjo São Miguel, Regente Celeste
na era actual da Terra, focando a Sua Missão para o nosso Planeta, a Sua luta contra o
Maléfico e a Sua presença em Espírito nos corações dos Homens, bem como a forma
de entrar em contacto com Ela.

A segunda parte informa sobre a vida e ensinamento do grande Iniciado Mestre Mikhael
Omraam Aivanhov, que viveu entre nós (1900-1986) tendo ensinado não só em França onde residiu, mas em muitos outros Países. Com a Sua Filosofia e Pedagogia novas, veio esclarecer os Homens acerca do verdadeiro sentido da vida na Terra, que não é outro senão o de revelarem as suas qualidades como verdadeiros filhos de Deus.

“É certo que muitos trabalham para a felicidade dos homens, para a paz no mundo, mas,
como não sabem com que bases trabalhar, tudo o que conseguem é fazer buracos na água. Os verdadeiros progressos, as verdadeiras mudanças, fazem-se no pensamento, no
coração, na alma e graças à luz. Não se pode mudar verdadeiramente o que quer que seja se se mantiver a mesma mentalidade egoísta, desonesta, pérfida. Como quereis que
as mudanças sejam eficazes se a mentalidade continua a ser a mesma? É das mentalidades que temos de ocupar-nos, porque, ao mudá-las, mudar-se-á automaticamente a sociedade. E só se pode mudar as mentalidades com uma filosofia nova, verídica e eficaz!”

Omraam Mikhael Aivanhov

II – CAPÍTULO

A LUTA DO ARCANJO MICHAEL COM O DRAGÃO – SUA SIMBOLOGIA

É bem conhecida a revolta dos Anjos no Céu e a luta do Arcanjo Michael contra os Anjos rebeldes que se queriam igualar a Deus e libertar-se da Lei Divina.
Nesta revolta dos Anjos, a figura que mais se destacou, na sua rebeldia, tomou a forma de um Dragão, que o Arcanjo Michael combateu e venceu. o Arcanjo Michael liderou, pois, o combate contra os Espíritos que se queriam libertar da Ordem Divina e venceu a rebelião maléfica que teria tomado a forma de um “Dragão”.
Esta forma de “Dragão” não é um animal que se encontre no nosso mundo físico, mas, sim, uma “figura” do reino espiritual. Esta “figura” foi transferida, mais tarde, para o mundo físico e viveu após a sua derrota no reino onde se encontram os minerais, plantas e animais, isto é, no reino que viria a ser a nossa Terra. Mas, na Terra, o Dragão não viveu de forma a ser percepcionado pelos humanos como qualquer outro animal.

Os seres humanos têm duas Naturezas: uma das suas naturezas possui uma parte psico-espiritual e com ela conseguem alcançar o chamado mundo “supra-sensível” ou mundo espiritual.

Com a outra natureza, que possui a sua parte físico-etérea, pertencem à natureza terrestre com um corpo cósmico para onde o “espírito maléfico” (o “Dragão”) foi relegado. O Dragão, embora não pertença à Terra, foi transferido para esta como seu “habitat”.

Este espírito do Dragão manifesta-se nos Homens através do nosso sentido de culpa e na vida dos instintos do corpo físico humano. O Dragão, que é, igualmente, denominado a “velha serpente”, ao ter sido expulso do Céu onde já não tinha lugar, veio domiciliar-se na Terra, mas no interior da natureza humana e aí se entrincheirou.

De acordo com a Ciência Antroposófica, este Espírito do “Dragão” habita dentro da natureza humana. Sobretudo no séc. XVIII, esta ideia era recorrente e nessa época entendia-se que as manifestações da “velha serpente” estavam representadas através da animalidade que se revelava no comportamento dos seres humanos.
Desta forma, a luta de Michael contra o Dragão teve lugar no Reino Espiritual, extra terrestre, mas, na verdade, o combate prossegue tendo como palco “A Terra” e o respectivo comportamento
humano. Citamos (1):


“… O conflito cósmico exterior da luta de Michael com o
Dragão foi transferido para o interior dos seres humanos, porque, somente, na natureza humana poderia o Dragão, encontrar, agora, a sua esfera de acção”.

Esta transição do domicílio do Dragão para o interior do ser humano, trouxe a semente da liberdade ao Homem, e esta é coadjuvada com o trabalho de Michael sobre os seres humanos. Esta luta no interior do Homem traduz-se, nomeadamente, pela luta entre as suas duas Naturezas citadas acima:
a Superior e a Inferior, também denominadas pelo Mestre Omraam Mikhaël Aïvanhov como a “Individualidade” e a “Personalidade” respectivamente.
O ponto central, onde esta luta se situa é no âmago do coração humano. É precisamente aí que o maléfico tem a sua residência preferencial.
A força e o poder de Michael reinam sobretudo no domínio da cabeça e na inteligência dos seres humanos. E é exactamente para ajudar nesta luta que devemos recorrer ao Poder de Michael, a fim de obter a Sua influência e força nas nossas vidas. Constatamos, pois, que quem lidera a luta contra o Dragão, junto da Humanidade, é o Arcanjo Michael. No interior do ser humano existe uma imagem “etérea” de Michael que está por detrás de nós e a quem podemos sempre recorrer como auxílio.
É justamente participando na luta, que Michael prossegue contra o maléfico, que a humanidade se vai poder libertar a pouco e pouco. A forma de se ir libertando está na devoção humana e também na Imagem de Michael que a faz progredir.
Esta luta não se trava apenas na Terra, ela prossegue no mundo supra-sensível e é neste domínio que se encontra explicação para muitos dos fenómenos que se passam na Terra.

O terço final do séc. XIX (aprox. 1870) teve uma enorme importância na evolução da humanidade.
A humanidade passou a sentir, no seu interior, uma força que a queria destruir, mas o Espirito da Luz revelou-se e um Anjo Luminoso – cuja tarefa cósmica foi sempre a de vencer o Dragão passou de novo a velar pelos Homens: O “Arcanjo Michael”.

Ao concentrarmo-nos na Luz e unindo a nossa alma à fonte de Luz, a Luz, não só nos aquece e ilumina, como possui intrinsecamente a força de Michael n´Ela.
Assim, através desta Aliança com Michael e com a Luz que o representa, independentemente da nossa vontade própria, estamos aptos a derrotar o “Dragão” na nossa natureza inferior.
Na Terra, a Festa do “Arcanjo São Miguel” celebra-se no início do Outono, mais precisamente a 29 de Setembro, de cada ano, altura em que a Natureza se começa a despir da folhagem e se prepara para o rigor do Inverno.

É uma Estação do Ano que nos convida ao trabalho interior, exactamente como as árvores e toda a natureza, que iniciam o seu recolhimento em direcção ao seu Centro, na época do Inverno.

Unir-se a Michael, com o início do Outono, na “Festa de Michael”, é semelhante à celebração do renascimento da Natureza, no início da Primavera!

Seguir os ritmos da Natureza foi amplamente preconizado por Rudolf Steiner e mais tarde pelo Mestre Omraam Mikhaël Aïvanhov, igualmente.

Unindo-nos mais a Michael, receberemos os Seus Impulsos – que não são abstratos – mas que nos revelam, ao estarmos receptivos e atentos, o seu poder imediato.

Na verdade, só quando a Humanidade aceitar desenvolver internamente esses Impulsos Cósmicos, sussurrados à alma de cada ser, é que ela alcançará o pleno contentamento, a que também damos o nome de Felicidade.

* * *
(1) Citação da obra “The Archangel Michael – His Mission and Ours”, Rudolf Steiner-Anthroposophic Press, USA

ÍNDICE

Agradecimentos………………………………………………………………………9
Preâmbulo…………………………………………………………………………… 11
Introdução …………………………………………………………………………… 13

I – PARTE……………………………………………………………………………………19
I – Capítulo – A Missão de Michael – Cultura Michaeliana –…………… 21
II – Capítulo – A Luta do Arcanjo Michael com o Dragão – Sua Simbologia…………………27
III – Capítulo – “A Imaginação de Michael” – A “Harmonização com as Quatro Estações”………33
IV – Capítulo – “Trabalhos” da Era de Michael………………………………37
V – Capítulo – Da Era de Gabriel à Era de Michael –……………………… 41
VI Capítulo – O Espírito de Michael e o Espírito de Cristo –………………45
VII – Capítulo – Experiências Espirituais com Michael e com Cristo – ………………………49
VIII – Capítulo – Luz, Calor e Vida do Espírito –……………………………53
Glossário (Parte I) …………………………………………………………………57

II PARTE……………………………………………………………………………………61
Introdução à II Parte ………………………………………………………………65

I – Capítulo – “Encontro com o Mestre
Espiritual Omraam Mikhaël Aïvanhov”………………………………………67

II – Capítulo…
Trabalho e Missão de Omraam Mikhaël Aïvanhov………………………… 73
Mestre e discípulo………………………………………………………………….. 79
Saber equilibrar o mundo material e o mundo espiritual ……………… 81
O Mestre, espelho da Verdade………………………………………………….. 83
Não esperar do Mestre senão a Luz…………………………………………… 85
A dimensão universal do Mestre……………………………………………….. 86

III Capítulo – A “Natureza – Espírito Vivo” –
Linguagem da Natureza… ……………………………………………………… 89
“O Livro da Natureza”:…………………………………………………………….. 89
“As Quatro Estações”………………………………………………………………. 92
“Ler o grande Livro da Natureza”………………………………………………. 95

IV – Capítulo – O Trabalho com o Sol – Sua importância na vida do espírito…… 99
“O Sol, iniciador da civilização”…………………………………………………. 99
“O Yoga do Sol” – O “Surya Yoga”…………………………………………….. 103
“O Sol – Imagem da perfeição”………………………………………………… 105

V – Capítulo – O Trabalho Espiritual do discípulo” – …
A Prática dos três Yogas… ……………………………………………………… 111
O Yoga da alimentação (Hrani*-yoga)……………………………………….. 113
O Yoga da Vida em Colectividade……………………………………………… 118

VI – Capítulo – “Um Ensinamento Novo” – Uma Filosofia Universal –…………… 125
Um Ensinamento Novo ………………………………………………………….. 125
Uma Filosofia Universal…………………………………………………………. 128

VII – Capítulo – As Grandes Leis da Moral Cósmica… …………………… 135
“A Justiça”…………………………………………………………………………….. 135
“A Lei da Afinidade” – “A Paz” – ……………………………………………….140
“A Lei da Afinidade”: “O efeito reflexo”–………………………………….. 142
“A Lei da Afinidade ” – “A verdadeira Religião” – ………………………. 144
Leis da Natureza e Leis morais……………………………………………….. 150

VIII – Capítulo – “A Verdadeira Religião” – “O Reino de Deus” – e – “O Princípio Cósmico do Cristo” 157
A “Verdadeira Religião” …………………………………………………………. 157
“O Reino de Deus”………………………………………………………………….. 162
“O Princípio Cósmico do CRISTO”……………………………………………… 164

IX – Capítulo – O Ensinamento do Mestre Omraam Mikhael Aivanhov…… 169
“O Novo Ensinamento” – “Uma Renovação Planetária” – …………… 169
O Caracter Universal deste “Novo Ensinamento”……………………….. 174
“A Escola Iniciática do Novo Ensinamento”……………………………….. 178
Epílogo………………………………………………………………………………… 191
O Futuro da Humanidade e a Vinda da Idade de Ouro ………………… 191
Acerca do Autor “Georg Feuerstein”… ……………………………………… 199
Cronologia… ………………………………………………………………………… 201
Bibliografia:… ………………………………………………………………………