Ir para o conteúdo Ir para rodapé

O JAINISMO – A Mais Antiga Religião Viva

Autor:Jyoti Prasad Jain

10.00

Informação adicional

Peso 150 g
ISBN

989-95077-4-1

Ano

2006

Edição

1

Idioma

Formato

19×14

Encadernação

Cartonada

N. Pág.

79

Colecção

REF: 73 Categorias: , , , , ID do produto: 23130
Partilhe:

A colecção “Luz do Oriente” oferece ao leitor uma especial e cuidada selecção de textos clássicos da literatura espiritual do Oriente, os quais se inserem nas temáticas religiosas, filosóficas e metafísicas desde o Hindismo, ao Jainismo, às diversas correntes do Budismo.
A Índia, em especial, legou ao mundo grandes sistemas metafísicos e são poucos os pensadores do ocidente, que prestam a devida atenção a esta elevada e profunda forma de Conhecimento, neste caso ainda como instrumento valioso para a realização espiritual. Esta colecção “Luz do Oriente” visa transmitir estes conhecimentos para a língua portuguesa, e não só tendo em atenção à escolha das obras a difundir, mas também procurando critérios de rigor na qualidade das publicações e traduções.
A primeira obra a editar nesta colecção pertence ao Jainismo: com o título, “A Mais Antiga Religião Viva”, do conceituado autor Jyoti Prasad Jain, que dedicou grande parte do seu trabalho de investigação à filosofia Jaina, esclarecendo não só a bela doutrina dos renunciantes, os Digambara “os vestidos de espaço” e os Svetambara, “os vestidos de branco” (os nús e os vestidos), como recolocando o Jainismo no seu devido lugar de honra entre as mais velhas e nobres religiões do mundo.
Que a presente Colecção vá ao encontro deste ideal de unidade entre os Seres, através da Cultura e da Espiritualidade, e contribua para derrubar barreiras ao convívio fraterno que se requer universal.

Assim como os Jainas pretendem no decorrer das idades ter convertido muitos governantes ilustres, tais como Imperador Asoka, Vikrama, Bhoja e talvez Akbar – o Grão Mogol no século XVI – um muçulmano!; assim também, essa fé, antiquísima, ao que parece, afeiçoou o pensamento daqueles que pretensamente teriam chegado à Índia, e desse encontro de civilizações resultou uma civilização enriquecida, humanizada e espiritualizada, única no mundo.
O Jainismo deriva o seu nome daquele dado ao 24º. reformador que foi contemporâneo de Buddha, o Sábio, vivendo ambos cerca de 500 a.C.
O autor, o Dr. Jyoti Prasad Jain, neste seu notável trabalho prova, apoiado pelo testemunho de grandes especialistas em indianismo de várias épocas, tanto indianos como do mundo ocidental, que o Jainismo é originário da Índia, que vem de tempos imemoriais a afeiçoar o pensamento que aí se desenvolveu e que é tão antigo ou anterior ao Vedismo.
De facto, a religião dos Vedas, na origem, não era dotada de muitas das feições que posteriormenta apresenta, e que tem a sua origem na cultura local. Os sacrifícios védicos de animais – e até de seres humanos! – complicadíssimos, foram gradualmente substituídos por oferendas de frutos e produtos considerados raros e valiosos, que eram deitados ao fogo que os fazia ascender aos deuses; o culto das águas lustrais, das plantas sagradas, de pedras, a zoolatria e tantos aspectos da religião, tais como a existência de yoguis, considerados pelos aryas de início como “magos sem cultura védica”, a lei de ahimsa – a inofensividade, foram enriquecendo e espiritualizando o pensamento védico por infuência dos nativos que tinham também a crença na existência post-mortem.

– Palavras Prévias
– Introdução
– Prefácio
– Notas do Editor
– O Jainismo – A mais Antiga Religião Viva
– Bibliografia